"O que confia no Senhor, esse é feliz ". Provérbios 16.20

terça-feira, 10 de junho de 2014

Atentado ao direito de informar

Uma equipe de jornalistas do portal Infonet foi atacado pelo policial civil Raimundo Nascimento Rodrigues, na cidade de Salgado. O que agrava a ação truculenta do agressor é que ele usava viatura (uma Amarok branca) e arma da SSP e que sua ação acontecia porque ele queria impedir o trabalho de apuração daqueles jornalistas contra supostos atos praticados naquele município, com o seu aval, pelo enteado do secretário da SSP, Ítalo Bruno. Raimundo de Salgado ou Bugica responde a um processo criminal na comarca de Divina Pastora porque foi denunciado pelo MP pela prática simultânea de três homicídios qualificados (contra jovens encontrados executados nas imediações daquela cidade) e responde na comarca de Salgado a outro processo criminal denunciado pelo MP pela prática de estelionato, extorsão mediante sequestro, prevaricação, usurpação de função pública. Raimundo Nascimento é irmão do chefe de gabinete do secretário da SSP e frequentemente acompanhava como segurança os familiares do secretário, a exemplo do enteado de Eloy, Ítalo Bruno, recentemente conduzido por policiais militares em flagrante delito com várias armas de uso restrito, de grosso calibre e pertencentes a secretaria de segurança pública (seria da responsabilidade de Raimundo a guarda da Amarok branca e das armas?). O conduzido Ítalo Bruno foi liberado pela vontade do delegado plantonista Augusto César Mendes, ato criticado pela sociedade sergipana, pela OAB, pela deputada estadual Ana Lúcia (PT), pela vereadora Lucimara Passos (PCdoB), pelo sindicato dos policiais civis – SINPOL, pelas associações militares estaduais, a exemplo da AMESE, pelos jornalistas e radialistas e defendido pela associação dos delegados de polícia.